Terceira Automóvel Clube

Notícias

IX ROTA DOS VENTOS - abriu época do TIT 2011 na ilha Terceira

Quinta, 17 Fevereiro, 2011 <br />
<b>Notice</b>:  Undefined variable: nome in <b>/home/taccom/public_html/noticias/ver.php</b> on line <b>39</b><br />

Escobar deu-se bem ao vento…

 

A dupla Marco Escobar/Pedro Bettencourt provou, na nona edição da Rota dos Ventos, o que já se sabia de provas anteriores. 

Quando o possante Patrol não os arrelia são sempre candidatos a vencer, e isso aconteceu novamente. Totalizando 36:03 minutos de penalização, a equipa foi a melhor na especial de abertura, onde uma gélida noite de sexta-feira não impediu o numeroso público de seguir as proezas dos concorrentes na zona do aterro sanitário e arredores.

A façanha repetiu-se para o Patrol no sábado de manhã, com a regularidade a fazerem dele o terceiro melhor da tirada final a que correspondeu justa vitória na prova de abertura da temporada.

O certame idealizado por Ricardo Costa e Nuno Rosado, que novamente tiveram uma extensa equipa de colaboradores na estrada, encontrou em Ruben Leonardo/Dário Meneses (57:58) e Sérgio Cota/Jaime Pires (1:02:34) os restantes ocupantes do pódio, com os homens do Land Cruiser laranja a seguirem de perto os vencedores apenas na etapa intermédia, enquanto o Land Rover “Vaquinha” teve um bom dia de sábado, vencendo a secção final e sendo segundo na manhã. Regulares estiveram também Jorge Brum/João Rocha (1:06:28) com o Nissan Patrol, enquanto a improvisada dupla José Ponte/Manuel Lemos (2:01:28) teve num furo e num problema mecânico os óbices a uma melhor classificação que o 5º lugar da tabela final. Com poucos segundos (2:01:53) em falta apareciam a seguir Nuno Santos/Tiago Ficher, enquanto o Vitara campeão de José Coelho/Hugo Vieira (2:34:48) surgia no sétimo posto. Refira-se aliás que ambos os defensores dos títulos de 2010 estiveram ausentes, pois Carlos Meneses (Navegação) está a recuperar de uma lesão, enquanto António Ventura (Trial) também não participou na prova. Ainda no lote dos dez primeiros, os azarados Paulo Toste/José Coelho (2:46:39) foram oitavos, depois de percalços com o Suzuki, mas ficando à frente do Patrol deMarco Vieira/Pedro Ávila (3:00:31) e do Suzuki de Fernando Bartolomeu/Luís Faria (3:55:11). Vinte equipas completaram uma jornada com navegação de cuidados, onde o mínimo erro dava direito a perder o comboio da vitória, o que só valoriza mais o desempenho dos da frente. De resto, e como vem sendo hábito, a equipa do Terceira Automóvel Clube trabalhou bem e divulgou ainda melhor a sua prova.

 

Amaral/Neves vencem nos T2…

A nova competição reservada à categoria T2 reuniu um bom lote de inscritos, com 18 duplas a completarem as três secções propostas. No final, e mercê de uma boa actuação na sexta à noite, Francisco Amaral/Nuno Neves (2:50) levaram o Suzuki Vitara ao triunfo, na frente de Jorge Silva/Jorge Machado (4:37), sendo que estes “escorregaram” exactamente na tirada nocturna. A fechar o pódio esteve o Toyota de Luís Brum e Paulo Moniz (6:11). Fábio Lima/Fábio Sousa (Suzuki) e Rodrigo e Diogo Espínola (Nissan) fecharam o “Top-5”, não sem antes assinarem as melhores marcas na etapa da manhã de sábado, onde fizeram o percurso a zero. Aliás, o percurso escolhido foi praticamente consensual, mesmo se algumas partes viram o piso alterado pelas contingências normais do TT: o tempo climatérico e a passagem dos outros concorrentes. A fórmula, essa está mais que aprovada, e o troféu criado este ano para uma vertente mais turística das provas promete muita animação e entrega por parte de algumas equipas, sendo que também as há no mais puro espírito do divertimento por si só…

 

Rui Lopes, o melhor na Pedreira…

No Trial de domingo, onde o cenário da pedreira “JFC”, à Grota dos Calrinhos, permitiu ao público um acompanhamento excelente da prova, foi a dupla Rui Lopes/José Ponte a fazer valer o misto de juventude e experiencia com o pequeno Suzuki Samurai. Aliás as quatro melhores equipas, nos seis obstáculos criados pelo TAC, tripularam o pequeno carro japonês. Com 48 pontos, Lopes e Ponte foram então os melhores na lama, nos cruzamentos de eixos, nos ângulos de ataque e saída e nas inclinações, batendo Bruno Rosa/João Jaques (59 pontos) e Kurt Eibell/Rui Sousa (86), com o norte-americano a dar espectáculo no cada vez mais leve “Zuki” azul. Fernando Bartolomeu/Luis Faria (87) levaram a pick-up Samurai ao quarto lugar, com um ponto de atraso para a Eibell e um de vantagem sobre António Macedo/Guilherme Bettencourt (88), em UMM. Estiveram em pista, numa bela manhã de inverno, oito duplas.

 

Textos: Miguel de Sousa Azevedo

Fotos: porto das pipas PRESS, Ricardo Laureano e Benjamim Bento

Ver todas notícias

Bem vindo ao novo portal do Terceira Automóvel Clube! Fundado em 26 de Maio de 1975, este é um clube que promove o desporto motorizado, mas também outros desportos não motorizados como natação, basquetebol e futsal, bem como outras vertentes da sociedade terceirense, sendo por isso, uma Instituição de Utilidade Pública de olhos postos no futuro.