Terceira Automóvel Clube

Notícias

5º Open TT Açores anima a Terceira daqui a um mês… Uma prova diferente…

Segunda, 09 Maio, 2011 <br />
<b>Notice</b>:  Undefined variable: nome in <b>/home/taccom/public_html/noticias/ver.php</b> on line <b>39</b><br />

Depois de quatro edições realizadas em São Miguel foi chegada a hora da expansão para o “Open TT Açores”, um evento idealizado pelo “dakarista” Carlos Martins, que nos últimos quatro anos reuniu parte da caravana regional fora-de-estrada na ilha do Arcanjo, por iniciativa do Clube Açoriana de Todo-o-Terreno e Turismo (CATTT), organismo que leva a cabo também várias provas motorizadas, que reúnem carros, motos, quads e jipes ao longo do ano. De referir que, desde a primeira hora, o “Open TT Açores” teve grande repercussão a nível nacional, uma realidade que se deverá manter com a divulgação através da comunicação social a ser uma aposta já certa.

Deste feita, e com a colaboração estreita da secção de Todo-o-Terreno do Terceira Automóvel Clube, o certame vai rumar ao grupo central, estando já confirmada a vinda de dezena e meia de equipas exteriores à Terceira, onde as inscrições se realizam no próximo dia 16, precisamente na sede do TAC, entre as 20 e as 22 horas.

Segundo Ricardo Costa, um dos responsáveis pelo TT do clube, esta é “uma proposta diferente, que vem complementar a oferta local, quer ao nível dos vários passeios quer ao nível da competição que se faz no Troféu Queijo Vaquinha de Navegação e Trial”, explica, mas “optando por uma vertente de lazer pura, onde haverá competição, mas também um fim-de-semana turístico, com diversas actividades inseridas na prova. Queremos que a classificação conte mas, acima de tudo, que o convívio marque este Open TT Açores na Terceira”, disse o organizador.

Formando a habitual dupla com Nuno Rosado, numa prova que está “parcialmente traçada e a ser conformada no terreno”, Ricardo Costa avança com as actividades de lazer “que animarão o certame, e que se vão realizar na Quinta do Galo, com o tiro ao alvo, a corrida de sacas, o slide, o BTT e os carrinhos a pedais a serem um desafio diferente entre tiradas fora de estrada”, sendo que “o percurso total da prova terá cerca de 300 quilómetros, divididos por sábado e domingo”, refere.

Outra das grandes novidades “será o prólogo, na sexta-feira, que se vai correr na pista do Centro de Desportos Motorizados da Praia da Vitória, e que servirá também para juntar o público com os concorrentes, delineando também a ordem de partida para a secções de sábado e domingo. Para além das regularidades, haverá uma prova de Trial para os mais expeditos, que novamente se realizará na pedreira da firma “JFC”, onde já a Rota dos Ventos marcou presença este ano”, acrescenta Ricardo Costa.

A segunda parte deste “Open” terá lugar em Outubro, nos moldes habituais e com nova ida a São Miguel.

 

PROGRAMA

Dia 10 de Junho, 6ª feira:

08h00 – Partida P. Delgada / Terceira

11h30 – Recepção dos participantes no porto da Praia da Vitória

12h30 – Entrada para alojamento na Pousada da Juventude, Angra do Heroísmo

Almoço Livre

14h00 – Entrega de documentação na sede do TAC, seguido de briefing

17h00Prólogo – Pista do Centro de Desportos Motorizados da Praia da Vitória

20h00Jantar – Quinta do Galo, Fonte Faneca

 

Dia 11 de Junho, sábado:

09h00 – Partida para 1ª etapa de Navegação – sede do TAC

13h00 – Neutralização – almoço livre – local: Queijaria Vaquinha

14h30 – Partida para 2ª etapa de Navegação

18h00 – Chegada à sede do TAC

Jantar Livre

Dia 12 de Junho, domingo:

09h00 – Partida para 3ª etapa de Navegação – sede do TAC

12h00 – Chegada

14h00 – Trial: Pedreira JFC (Angra do Heroísmo)

20h00Jantar – sede do TAC

 

Dia 13 de Junho, 2ª feira:

08h00 – Partida dos participantes no Porto da Praia da Vitória

11h30 – Chegada dos participantes a São Miguel

 

Texto: Francisco Veloso

Foto: Direitos Reservados - cartaz oficial da prova

Ver todas notícias

Bem vindo ao novo portal do Terceira Automóvel Clube! Fundado em 26 de Maio de 1975, este é um clube que promove o desporto motorizado, mas também outros desportos não motorizados como natação, basquetebol, futsal, voleibol e ténis de mesa, bem como outras vertentes da sociedade terceirense, sendo por isso, uma Instituição de Utilidade Pública de olhos postos no futuro.